Top 5 aplicativos mais baixados em 2022.

Os motivos para se criar aplicativos são infinitos: ganhar dinheiro, inovação, entretenimento, para empresas e outros. Todas as ideias são bem vindas e, possuem um potencial para chegar aos nossos celulares e estarem entre os app mais baixados.

Por isso, a disputa pelo  pódio dos aplicativos é bem acirrada e inevitável. Afinal, é previsto que sejam gastos 171 bilhões de dólares neste mercado entre 2020 e 2024, segundo a Sensor Tower. 

O primeiro trimestre do ano trouxe quase 37 milhões de downloads de aplicativos no mundo. 

Como nos anos anteriores, o TikTok segue em primeiro lugar no podium dos apps mais baixados e também nos que mais arrecadam. Em 2021 o aplicativo atingiu cerca de 3 milhões de downloads, marca que somente os apps de Zuckerberg haviam alcançado. 

O restante dos aplicativos, como os de saúde, vem ganhando cada vez mais espaço. Conforme a análise da da Sensor Tower sobre os 100 apps mais baixados, os aplicativos medicinais estão em alta, tal como o Conecte SUS, enquanto a categoria de navegação está em segundo lugar no pódio de  crescimento.

Confira logo abaixo a lista completa de aplicativos mais baixados no primeiro trimestre de 2022:

1- TikTok

2- Instagram

3- Facebook

4- Whatsapp

5- Shopee

6- Telegram

7- Snapchat

8- Messenger

9- CapCut

10- Spotify

E aí, quantos desses aplicativos você tem instalado em seu celular? Conta pra gente aqui nos comentários. 

Gostou do nosso conteúdo? Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Posts Recentes

6 Gatilhos mentais para vendas.

Excelentes para estimular as pessoas a tomarem uma decisão, os gatilhos mentais são informações isoladas que provocam reações automáticas.

LEIA MAIS

Por que sua empresa precisa de um vídeo?

Quando o assunto é ser eficiente no marketing e branding, refere-se muito mais ao desenvolvimento de conteúdo para o público certo do que apenas a distribuição de anúncios nas redes sociais. E o mercado de vídeos vem crescendo cada dia mais e as plataformas digitais estão se adaptando para melhorar a reprodução deste conteúdo audiovisual.

LEIA MAIS